Acusado de dupla tentativa de homicídio vai a Júri Popular - Portal Agora
Conecte-se agora

Segurança

Acusado de dupla tentativa de homicídio vai a Júri Popular

Publicado

em

FOTOS ARQUIVO PORTAL AGORA

Réu é acusado de tentar matar duas pessoas, entre elas a ex-companheira

Na manhã desta quinta-feira, dia 28, senta no banco dos réus no Fórum de Araranguá, Éliton Luís Ferreira de 29 anos. Ele é acusado de dupla tentativa de homicídio, crime ocorrido em julho de 2018, em Balneário Morro dos Conventos, em Araranguá.

A dupla tentativa de homicídio foi registrada na madrugada do dia 26 de julho do ano passado quando por volta das 03 horas, segundo a acusação, Éliton arrombou uma janela do quarto de Andrea Portella Nunes Lorencini (ex-companheira), entrou e na posse de uma faca desferiu vários golpes na vítima, entre eles, no pescoço que a deixou em estado grave.

Gilberto Maciel, ex-marido de Andrea que dormia num quarto ao lado junto com o filho de 12 anos, ouviu os barulhos e partiu para cima do agressor e também foi esfaqueado. O menino presenciou a mãe ensanguentada e pediu para Éliton parar de machuca-la. Os gritos chamaram a atenção dos vizinhos que foram ver o que estava acontecendo e se depararam com as duas vítimas ensanguentadas.

Na manhã anterior ao crime, Andrea percebeu que os fios da internet da sua casa haviam sido cortados e a pessoa jogou tinta em sua motocicleta. Com medo, pediu ao pai de seu filho, o qual estava ajudando na pintura, para que dormisse no imóvel.

Após a dupla tentativa de homicídio, Éliton fugiu e foi para casa, que fica próximo do local do crime, tomou um banho e deitou-se na cama. A Polícia Militar foi informada sobre a autoria do crime e se deslocou até a casa do suspeito que foi preso em flagrante.

O réu está sendo acusado pela tentativa de homicídio triplamente qualificado de Andrea, tendo como qualificadoras o motivo torpe (ciúmes e inconformismo pelo fim do relacionamento), o emprego de recurso de dificultou a defesa da vítima (ela dormia quando iniciaram as agressões) e feminicídio, com majorante, uma vez que o crime foi praticado na frente do filho da vítima, na época com 12 anos. Já pela tentativa de homicídio contra Gilberto, o réu está sendo acusado de homicídio tentado qualificado, tendo como qualificadora o motivo torpe.

O Júri Popular está marcado para iniciar às 09 horas.

Facebook

Crie seu site na ServerPro