Conecte-se agora

Geral

Adutora da Barragem de São Bento será substituída

Publicado

em

Após os consertos realizados esta semana na adutora de água do Sistema Integrado de Criciúma, o abastecimento de Maracajá, Forquilhinha e Siderópolis foi normalizado. Nova Veneza deve normalizar ao longo desta quarta-feira, o mesmo devendo ocorrer com alguns bairros mais altos de Içara.
Os três bairros mais prejudicados, até o momento, são de Criciúma: 4ª Linha, Mina do Toco e Montevidéu, cuja normalização deve ocorrer somente na próxima madrugada. As equipes da Companhia permanecem mobilizadas para restabelecer o sistema.
As primeiras avaliações da área técnica da CASAN indicam que a causa principal do rompimento da adutora da Barragem do Rio São Bento, no Sul do Estado, deve-se à forte pressão da água. A Companhia aumenta a pressão e a vazão para abastecer os seis municípios do Sistema Integrado (Criciúma, Içara, Nova Veneza, Forquilhinha, Siderópolis e Maracajá) e um desses movimentos gerou a ruptura na rede, mesmo que a tubulação se encontre em bom estado.
Porém, a substituição da adutora de 600mm de diâmetro que leva água da Barragem do Rio São Bento para a Estação de Tratamento de Água já estava prevista será antecipada para aumentar a segurança do sistema que atende os municípios de Criciúma, Forquilhinha, Içara, Siderópolis, Maracajá e Nova Veneza.
“Os municípios cresceram e a pressão necessária é cada vez maior. Vamos continuar, portanto, investindo. A implantação de uma tubulação nova não é uma garantia de 100% de que este tipo de acidente não volte a ocorrer, mas traz maior segurança”, diz o superintendente Regional, Vilmar Bonetti.
A CASAN pede desculpas pelo transtorno e continua solicitando que a população da região limite o uso de água tratada ao essencial.
Fonte: Gerência de Comunicação Social da CASAN
Continue Lendo
Propaganda

Crie seu site na ServerPro