Campanha pela doação de medula óssea é realizada no Extremo-Sul de Santa Catarina - Portal Agora
Conecte-se agora

Saúde

Campanha pela doação de medula óssea é realizada no Extremo-Sul de Santa Catarina

Publicado

em

Iniciativa é da Performance Comunicação em parceria com o Redome, prefeituras, empresas e entidades da região

Vista suas asas e seja um doador de medula óssea. A frase que abre esta reportagem é também um convite à população do Extremo-Sul de Santa Catarina para aderir a uma mobilização que iniciou no dia 24 de julho com o lançamento oficial da Campanha pela doação de medula óssea na região. O Extremo-Sul registra atualmente o menor percentual de possíveis doadores cadastrados junto ao Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea-(Redome). Para mudar esta realidade a campanha foi lançada e conta com vários apoiadores.

A ação ganhará vida pela Performance Comunicação, que executará a campanha em parceria com veículos de comunicação da região. A iniciativa tem o apoio do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), que incentiva campanhas de captação de doadores de medula óssea em parceria com hemocentros, empresas e instituições no Brasil.

A história de luta, resistência, dor e sofrimento de uma jovem paciente em fase terminal de leucemia, aos 25 anos de idade, que lutou há mais de uma década pela vida mas perdeu a guerra para o câncer, serviu de inspiração para o surgimento desta  uma campanha pela doação voluntária de medula óssea. O pedido foi feito pela própria Letícia Conforti Rocha (in memoriam), personagem desta história da vida real. Letícia pediu nos últimos dias de vida pela realização de uma campanha na região Sul de Santa Catarina.

Ela sentiu na pele uma dura estatística. Estima-se que a chance de encontrar um doador compatível seja de 1 para cada 100 mil pessoas. E por isso é tão importante campanhas de mobilização como esta.

O transplante de medula óssea pode beneficiar o tratamento de aproximadamente 80 doenças, no entanto hoje a principal barreira na realização do procedimento, que pode salvar milhares de vidas todos os anos, é a dificuldade na busca por doadores compatíveis. “As pessoas podem ajudar a mudar essa história. O procedimento é simples e rápido. Aqui na região Sul, o Hemosc de Criciúma é o local que deve ser procurado para fazer o seu cadastro. São apenas 5 ml de sangue e alguns minutos de espera para concluir o cadastro,” explica Saulo Pithan que é proprietário da Performance Comunicação e coordenador da campanha.

Apoios fortalecem a campanha

No dia 24 de julho, durante o lançamento oficial da campanha, prefeitos, vereadores, dirigentes de empresas, representantes da Assembleia Legislativa, hospitais, bancos e cooperativas receberam o certificado de embaixador da campanha no Extremo-Sul do estado. Eles levarão a mensagem para seus órgãos e instituições buscando promover a conscientização sobre o assunto. A Assembleia Legislativa de Santa Catarina também aderiu a causa. O presidente Júlio Garcia (PSD) fez questão de vestir a camiseta e pedir atenção especial para o tema e a campanha que representa uma mobilização em defesa da vida.

A campanhas têm como objetivo a manutenção do REDOME e a conscientização do doador voluntário. Também atuará junto o hemocentro do Sul do estado. Este órgão é responsável pelo cadastramento e coleta de sangue dos candidatos a doadores. Outras atividades também farão parte da campanha, que inclui palestras informativas sobre doação de medula, série de reportagens especiais sobre o tema, distribuição de material informativo, atividades de mobilização entre outras que deverão acontecer nos próximos 60 dias pela região.

Fonte: Performance Comunicação

Facebook

Crie seu site na ServerPro