Conecte-se agora

Geral

Com queda nos preços e juros, investir em imóvel volta a ser um excelente negócio

Publicado

em

Queda dos juros e do preço do metro quadrado, aliada à melhora da oferta de crédito deixam mercado mais atrativo para quem busca a casa própria

Se o primeiro semestre do ano já foi animador para o mercado imobiliário da região que voltou a ter suas vendas aquecidas, o segundo promete ser ainda melhor. A estimativa é do presidente do Sindicato da Habitação do Sul de Santa Catarina (Secovi Sul), Hemerson Machado. Segundo ele que já atua há mais de duas décadas no setor, expectativa é de melhora no mercado imobiliário em todo país, principalmente em SC. 

"

Com juros nos menores patamares da história, preços das unidades em baixa e a perspectiva de retomada do crédito, especialistas apontam que o segundo semestre de 2018 tem todas as condições para manter e ainda melhorar o reaquecimento do mercado imobiliário. “O momento de comprar imóveis é agora. Os juros estão baixos e a aplicação está ruim. Quem tem dinheiro aplicado em poupança por exemplo, deve investir em imóveis para ver seu dinheiro render mais”, aconselha Hemerson, também proprietário da Prisma Imobiliária de Araranguá.

No ano passado, destaca ele, os preços médios dos imóveis caíram, pela primeira vez em uma década. É grande a oferta de imóveis novos e de usados com chances de escoamento, agora, porque o crédito, que também estava estagnado, tem boas promessas de recuperação. A caderneta de poupança, cujos recursos têm como destinação o financiamento imobiliário, fechou com depósitos maiores que as retiradas (R$ 17 bilhões) em 2017, depois de dois anos seguidos no vermelho.

A Caixa Econômica Federal, maior financiadora do setor (70%), fez anúncio recente de flexibilização nas regras e de retomada das contratações para a compra de imóveis usados. O mercado imobiliário espera a liberação de recursos pela rede bancária em geral para a construção de unidades novas, cuja oferta ficou aquém das médias históricas, nos últimos três anos, por causa da recessão.

Para Hemerson, quem estava esperando o momento certo para investir em imóvel, deve aproveitar. “O imóvel está com seu melhor preço, os juros em baixa e as aplicações desvalorizadas. Quem tem dinheiro deve investir e o mesmo serve para quem quer apenas realizar o sonho da casa própria pagando baixos juros” afirma.

Crédito mais fácil

Os sinais de recuperação da economia — juros em queda e a perspectiva de retorno do crédito — devem aquecer o setor de construção civil, depois de amargar cerca de três anos seguidos de retração. Pelo menos essa é a expectativa do presidente do Secovi/SC. Segundo ele, a captação positiva da poupança pode atenuar a paradeira do setor imobiliário e o recuo no estoque, ano passado.

Fotos: CNC Brasília

Robert Dias- Performance Comunicação

Fonte: Assessoria de Imprensa/Construtora Camilo & Ghisi

Comentários
Propaganda

Crie seu site na ServerPro