DIC de Araranguá investiga 1º homicídio do ano e tentativa de homicídio que podem estar relacionados - Portal Agora
Conecte-se agora

Segurança

DIC de Araranguá investiga 1º homicídio do ano e tentativa de homicídio que podem estar relacionados

Publicado

em

FOTOS: PORTAL AGORA!

Veículo suspeito de participação de execução foi periciado

A Divisão de Investigação Criminal de Araranguá está investigando o assassinato de André Barbosa de 35 anos, mais conhecido como “Andrezinho”, executado com aproximadamente 10 disparos de arma de fogo no pátio da casa onde morava, na Rua José João Geremias, na Zona Sul de Balneário Arroio do Silva, e a tentativa de homicídio, tendo como vítima Ronaldo Costa Sabino, mais conhecido como “Zé Delha”, alvejado pelas costas dois dias depois da morte de “Andrezinho”. A polícia acredita que os crimes tenham relação. “Andrezinho” foi morto na noite da última terça-feira, dia 7 e “Zé Delha” foi alvejado na noite de quinta-feira, dia 09, em uma residência localizada na Cohab da Divinéia, em Araranguá.

Segundo o delegado Lucas Fernandes da Rosa, que coordena a DIC, na execução de “Andrezinho” várias cápsulas foram localizadas pelo Instituto Geral de Perícias, muitas delas de calibre 380. Testemunhas começaram a ser ouvidas e algumas disseram que viram dois homens no momento do crime e que “Andrezinho” foi na direção deles, como se os conhecesse, antes de ser atingido pelos disparos.

A vítima estava acompanhada de dois amigos no momento do crime, os quais correram e não foram atingidos. “Zé Delha”, dois dias depois, foi vítima da tentativa de homicídio. Para a polícia, a tentativa de homicídio de “Zé Delha” foi uma tentativa de queima de arquivo, já que presenciou a execução de “Andrezinho”.

Ainda conforme o delegado, o envolvimento de André Barbosa com uma facção criminosa e com drogas pode ter sido o motivo para a sua execução. “As drogas são uma mola propulsora para vários crimes dessa natureza, principalmente de homicídio. Atuamos sim, com essa linha de investigação; acreditamos que esse caso específico possa ter envolvimento de facções criminosas e que o tráfico de drogas possa ser a motivação para os autores praticaram esse crime”, ponderou a autoridade policial.

Na noite da morte de “Andrezinho” os suspeitos teriam fugido em um Vectra de cor escura, o qual foi encontrado pela Polícia Militar na localidade de Areias Brancas, também no Arroio. O veículo emplacado em Araranguá foi apreendido e passou por perícia. “Agora esperamos os resultados da perícia para continuar a investigação e conseguir resolver esses crimes o mais rápido possível”, completou a autoridade policial.

Facebook

Crie seu site na ServerPro