Conecte-se agora

Política

Lei que institui programa de sustentabilidade ambiental nas escolas é aprovado

Publicado

em

O projeto de lei do vereador, Jair Anastácio, que institui o Programa de Sustentabilidade Ambiental na Rede Municipal de Ensino foi aprovada durante a sessão desta quarta, 06, na Câmara de Vereadores de Araranguá. O objetivo do projeto, que segue agora para a sanção ou veto do prefeito, Mariano Mazzuco, é adequar o município ao que dita a legislação federal que estabelece tal medida e concordar com a Constituição Federal, que prioriza os cuidados com o Meio Ambiente em seu artigo 225.

A proposta prevê que as escolas municipais realizem ações para conscientizar os alunos e a comunidade de seu entorno, identificar problemas ambientais propor soluções. Cada escola terá a faculdade de aderir ao programa ou não. “Temos que pensar globalmente agindo localmente para contornar  tantos problemas que afetam o Meio Ambiente, inclusive, os da nossa cidade que são muitos”, justificou o autor.

Fonte: Morgana Daniel/Assessoria de Imprensa

Propaganda
Clique para comentar

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Homenagem a fundador da Prodapys e Comenda com nome da empresa são aprovadas na Câmara

Publicado

em

Com a Comenda, pessoas jurídicas e físicas com trabalhos em destaque na área ambiental poderão ser lembradas pelos vereadores

A sessão da Câmara de Vereadores de Araranguá desta quarta, 13, serviu para que os vereadores aprovassem a criação da “Comenda de Honra ao Mérito Prodapys Honey Exporter”, que autoriza a concessão do título a empresas e pessoas físicas que prestaram relevantes serviços na área ambiental.  De autoria do vereador, Paulinho Souza, com a coautoria do presidente da casa, Daniel Viriato Afonso, o projeto prevê a proibição da comenda ser entregue a quem exerça cargo eletivo. Ela poderá ser concedida pelos vereadores sempre que solicitarem e justificarem a necessidade da homenagem.

A ideia de dar a comenda o nome Prodapys, surgiu com o histórico da empresa que além de reconhecida nacionalmente é exemplo internacional, tendo conquistado por diversas oportunidades o título de melhor mel do mundo, e consequentemente, levado o nome de Araranguá a outros continentes. “Além de ser uma grande empresa, a Prodapys também se destaca pela responsabilidade ambiental com diversos projetos que nos enchem de orgulho”, comentou o presidente, Daniel.

 

Moção de Reconhecimento

 

Célio Hercílio Marcos da Silva, ou Doutor Célio Silva como é conhecido na região Sul Catarinense, além de ser o fundador da Prodapys, escolher o município de Araranguá para viver e formar família, também é dado aos trabalhos sociais. Há anos, como rotariano (Rotary Club) ajuda a manter o Lar São Vicente de Paulo, que atende vários idosos.

Com um currículo deste, não poderia deixar de ser homenageado pela Câmara de Vereadores, por isso, nesta quarta, 13, que uma moção de reconhecimento pelos serviços prestados de autoria do vereador, Paulinho Souza e o presidente, Daniel Viriato Afonso, lhe foi concedida. “Não poderia deixar de prestar uma homenagem como esta. Será um dos maiores projetos do meu mandato. Acredito que temos que valorizar quem contribui com o município e é envolvido com boas ações”, justificou o vereador, Paulinho.

Morador de Araranguá desde o ano de 1974, Doutor Célio viajou o Mundo todo para conhecer as melhores formas do mel contribuir na vida das pessoas. Em 1992 fundou a Prodapys especializada no aproveitamento dos produtos apícolas, que hoje é referência no mundo todo.  “Agradeço a homenagem e me sinto lisonjeado. O mais gratificante é poder fazer algo pelo próximo”, agradeceu o homenageado.

Fonte: Morgana Daniel/Assessoria de Imprensa

Continue Lendo

Política

Comissão de Finanças aprova criação do Fundo Estadual do Idoso

Publicado

em

A Comissão de Finanças e Tributação apresentou, na manhã desta quarta-feira (13), parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 92/2017, de iniciativa do Poder Executivo, que visa instituir o Fundo Estadual do Idoso (FEI-SC).

Na exposição de motivos que acompanha o projeto, o governo afirma que a iniciativa permitirá reunir os recursos necessários para dar cumprimento às políticas públicas de proteção à população com idade superior a 60 anos, conforme estabelece o artigo 3º e parágrafo único do Estatuto do Idoso.

De acordo com o texto, o FEI contará como fonte de recursos a destinação de 1% do Imposto de Renda da pessoa jurídica e 6% da pessoa física, sendo autorizada ainda a dedução do imposto devido às doações efetuadas aos fundos do idoso de âmbito municipal e nacional.

A aprovação da matéria aconteceu por maioria de votos, tendo por base o relatório favorável apresentado pelo deputado Gabriel Ribeiro (PSD) “Este projeto vai dar uma nova vida a toda a política relacionada aos idosos no estado”, ressaltou o parlamentar em sua argumentação.

Tendo em vista a aprovação do encaminhamento proposto por Ribeiro, ficou prejudicado o voto vista elaborado pela deputada Luciane Carminatti (PT), também pela aprovação da matéria, mas com três emendas do deputado Fernando Coruja (PMDB). Em face do acontecido, Luciane se absteve da votação e Coruja apresentou voto contrário ao parecer de Ribeiro.

O texto segue em análise na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Continue Lendo

Política

Aprovada proposta de apoio à doação de Medula Óssea

Publicado

em

Encontrar um doador compatível de medula óssea não é fácil, e gera a angústia e o sofrimento de muitas famílias, uma vez que a possibilidade é pequena, principalmente quando o doador não aparentado. Em Santa Catarina essa é realidade para 63 pessoas que aguardam por um transplante, segundo dados do SC Transplantes.

Pensando na realidade destas famílias catarinenses e na necessidade de aumentar o número de doadores para ampliar a chance de encontrarem um doador compatível, foi aprovada por unanimidade, no Plenário da Assembleia Legislativa, a proposta do deputado Zé Milton (PP), de alteração da lei que dispõe da isenção das taxas de inscrição de concursos públicos aos doadores de sangue para incluir os doadores de medula óssea, que é a única esperança de cura para milhares de portadores de leucemia e de outras doenças do sangue, na tarde de ontem.

“Nosso objetivo está em expandir de forma consistente o número de doadores, para que possamos diminuir o número de pessoas que aguardam o transplante. O projeto oferece mais uma alternativa para ampliar o cadastro e a captação de doadores de medula”, defendeu Zé Milton.

Para Zé Milton a medida resultará num aumento significativo no número de cadastros de doadores e, assim, maior possibilidade de encontrar doadores compatíveis, já que segundo dados do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) as chances de o paciente encontrar um doador compatível são de 1 em cada 100 mil pessoas, em média. “Embora tenhamos o terceiro maior cadastro do mundo, com mais de 4 milhões de brasileiros doadores, o Redome quer atingir até 250 mil novos doadores de medula óssea este ano. Isto demonstra a necessidade de mobilizarmos e incentivarmos as pessoas a doarem”, informou Zé Milton.

A proposta segue agora para sanção do Governador.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Continue Lendo

Hospedado por Incubadora de Sites