MDB e PP juntos em Araranguá? - Portal Agora
Conecte-se agora

Política

MDB e PP juntos em Araranguá?

Publicado

em

O que há pouco tempo parecia impensável, pode se transformar em realidade. Isso porque, analisando o atual cenário político araranguaense, percebe-se indícios da união entre MDB e PP. Vários fatores fundamentam essa linha de raciocínio. Na Câmara Municipal, por exemplo, os dois vereadores emedebistas têm votado sistematicamente a favor dos projetos encaminhados pela atual administração, cujo prefeito é o progressista Mariano Mazzuco Neto.

O surgimento de novos nomes com potencial político aliado a “onda de mudança”, que ocorreu nas eleições de 2018 provocou substancial mudança de paradigma, constituindo-se num dos fatores para que os dois tradicionais partidos (MDB e PP) contabilizassem derrotas consideráveis em âmbito estadual e federal.

Baseado nisso, não seria surpresa se, em Araranguá, emedebistas e progressistas, historicamente adversários, se unissem afim de evitar outra derrota para candidatos que representem a renovação. Essa ameaça cresce de proporção, quando os concorrentes detém apoios importantes como por exemplo, do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva; o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Por outro lado, caso se consolide a hipótese de união entre PP e MDB, o ato teria contornos de uma dramaticidade jamais vista na Cidade das Avenidas. Enfim, o desejo de se manter no poder pode fazer com que a ideologia político-partidária seja apenas um detalhe. Já dizia José Bonifácio Laffayete de Andrada, o Zezinho (1904-1986), membro da Assembléia Nacional Constituinte de 1946, deputado federal por oito mandatos e ex-presidente da Câmara dos Deputados: “Na política, vaca voa, tosse, pede votos…”

Opinião,

João Carlos Silva

 

Facebook

Crie seu site na ServerPro