Programa visa dados sobre consumo de água - Portal Agora
Conecte-se agora

Saúde

Programa visa dados sobre consumo de água

Publicado

em

Para atender as necessidades das ações municipais conforme a legislação, a equipe da Vigilância Sanitária e da secretaria municipal de Saúde está desenvolvendo capacitações com os Agentes Comunitários de Saúde (AGS) e também a comunidade em geral. Visa que atuem como parte integrante das ações de prevenção dos agravos transmitidos pela água e de promoção da saúde, previstas no Sistema Único de Saúde.

Foram planejados quatro encontros, onde dois já ocorreram. A primeira etapa foi a apresentação do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (VigiÁgua) e sua função.  As enfermeiras da Secretaria Municipal de Saúde apresentaram as informações quanto as doenças relacionadas com o consumo da água contaminada, relacionando com algumas práticas vivenciadas pelos agentes.

Na segunda etapa, a equipe da empresa Gaivota Saneamento, que gerencia o sistema de abastecimento de água, explanou sobre o funcionamento do Sistema de Tratamento de Água de Balneário Gaivota, com visitação a Estação de Tratamento de Água.

Na etapa três (próximo encontro) será repassado para o grupo as formas de abastecimento de água para consumo humano existentes, conforme conceituado na legislação. A Vigilância Sanitária trabalhará as planilhas cadastrais do sistema SisÁgua. O SisÁgua constitui um sistema de informação que gerencia as informações de qualidade da água, tais como os resultados de laudos de análise para potabilidade, além dos dados de cadastros dos Sistemas de Abastecimento de Água e Soluções Alternativas Coletivas e Individuais, atuando como um instrumento de trabalho dentro do Programa Nacional VigiÁgua.

Estas planilhas servirão para os registros das informações das fontes de captações de água das residências do município. A coleta de dados será determinada conforme combinado pela equipe.

Na etapa quatro será a confraternização final com amostras dos dados finais das planilhas apresentadas pelos agentes de saúde.

A fiscal sanitarista, Taise Serafim Godinho Raupp, e o secretário de Saúde, José Luis de Oliveira Lentz, estão satisfeitos com os trabalhos. “É importante haver a integração e o esclarecimento é fundamental. Novos conhecimentos são aprendidos e outros tantos relembrados”, explica Taise.

O agente de saúde, Juan Xavier, atua na área atendida pelo sistema de abastecimento e se surpreende que em meio urbano ainda existam sistemas de ponteira. Apesar de já ter conhecimentos prévios, percebe que enquanto cidadão as capacitações trazem mais subsídio.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Propaganda

Facebook

Crie seu site na ServerPro